terça-feira, 29 de outubro de 2013

Lady Diana


Lady Diana Frances Spencer foi uma aristocrata, filantropa. Descendente de aristocratas britânicos, filha do visconde Edward John Spencer e de Frances Shand Kydd. A separação de seus pais, bem como os conflitos decorrentes desse fato, foi determinante para a infância "infeliz" da princesa. Pensando em não cometer os erros dos pais, Diana queria constituir uma família unida e feliz. 


Diana frequentou, inicialmente, a Riddlesworth Hall, uma escola preparatória para meninas, na qual foi reconhecida pelo seu talento para as artes, em particular para a dança e para a música. Diana também era uma excelente desportista e praticou  ténisnataçãohóquei e salto ornamental.
Seu pai depois a matriculou em West Heath Girl's School, em SevenoaksKent, esperando que esta respeitável escola aproximasse Diana mais dos estudos e a afastasse do balet, que provavelmente era a maior paixão de sua infância e juventude. A princesa foi educada em West Heath durante cinco anos, mas não passou nos exames finais, mesmo na segunda tentativa e por isso foi transferida, em 1977, para a Instituto Alpin Videmanette, uma escola para moças que ficava na Suíça.
aos dezassete anos, os seus pais ofereceram-lhe um apartamento na cidade de Londres, para onde se mudou e, em Setembro do mesmo ano. Com a ajuda de sua mãe, ela obteve um emprego como professora de balet no conhecido estúdio Vacani, onde trabalhou por pouco tempo. Embora fosse filha de nobres, ela trabalhou como uma mulher normal que procurava independência e realização pessoal. Trabalhou como empregada doméstica  e ama, antes de se tornar professora do jardim de infância Young England School, em PimlicoA sua vida em Londres era tranquila, não ia a discotecas nem a festas extravagantes, optava por locais mais modestos e calmos, pois era tímida, insegura e sensível. Passava habitualmente os fins de semana em Althorp, junto de sua família e amigos. 
Em Novembro de 1978, Diana e sua irmã Sarah foram convidadas para o aniversário de trinta anos do príncipe Carlos. Outro convite, desta vez feito pela Rainha para uma semana de caça em Sandringham, veio em Janeiro de 1979. Em Julho do mesmo ano, Diana e sua irmã Jane foram convidadas pela Rainha para o Castelo de Balmoral, na Escócia.



Diana e Carlos passaram a ser amigos. As constantes aparições de Diana e Carlos juntos, começaram a atrair a atenção da imprensa, e o tablóide The Sun escreveu que um novo romance real tinha tido início. Começou a perseguição dos paparazi que a seguiam por todo o lado.
O Palácio de Buckingham anunciou o noivado no dia 24 de fevereiro de 1981. (O anel de noivado de Diana foi o que William ofereceu a Kate quando a pediu em casamento, sempre gostei deste anel) Diana ficou no palácio, para aprender as regras do protocolo real, em companhia de dois empregados, mas não de seu noivo.




O casamento ocorreu na Catedral de Saint Paul em Londres, numa quarta-feira, no dia 29 de Julho de 1981(Eu assisti em directo e parecia mesmo um conto de fadas) .  A cerimonia contou com 3500 convidados. Diana se tornou oficialmente Sua Alteza Real a Princesa de Gales e foi imediatamente elevada a terceira mulher mais importante da monarquia britânica, somente atrás da Rainha Isabel II e da Rainha Mãe. O maior casamento real do século XX passou a ser comparado a um conto de fadas e rapidamente a princesa conquistou o público com sua beleza, chamando, muitas vezes, mais atenção do que seu marido.



Em público, eles continuavam a aparentar um casal apaixonado. No meio da década de 1980, após o nascimento dos dois filhos do casal, Carlos passou a ficar mais tempo com seus amigos, incluindo Camilla, bem como a ficar mais tempo em Highgrove House, enquanto que Diana permanecia no Palácio de Kensington.



Os príncipes de Gales finalmente se separaram em 9 de Dezembro de 1992. O divórcio foi finalizado em 28 de Agosto de 1996Após o divórcio seu título oficial passou a ser Diana, Princesa de Gales, foi mantida como sendo uma Princesa Britânica e foi mantida como membro da Família Real Britânica já que era mãe, na época, dos 2º e 3º colocados na linha de sucessão da coroa britânica. Apesar de não ter conseguido o conto de fadas que desejava. Teve com certeza muitos momentos felizes e dois filhos que ela amava muito e educou sempre da melhor forma.



A Princesa Diana tornou-se bastante conhecida por apoiar projectos de caridade, tanto antes como depois de seu divórcio. Ela foi madrinha de mais de cem instituições sociais e organizações de caridade e ajudava especialmente campanhas contra minas terrestres e combate à SIDA. Foi presidente dos hospitais Great Ormond Street e Royal Marsden Hospital, localizados em Londres, ambos especializados no tratamento de cancro. Por seus trabalhos filantrópicos, Diana recebeu diversos prémios  entre eles o Nobel da Paz, por sua participação na "Campanha Internacional para a
Eliminação de Minas



Após se divorciar do príncipe Carlos, Diana afirmou que iria se ausentar das actividades humanistas, mas ela não conseguiu manter esta declaração por muito tempo. Mesmo com os problemas pessoais pelos quais passava, Diana logo retomou suas actividades filantrópicas e se dedicou, em especial, aos projectos que tinham por objectivo combater a SIDA no planeta. Para arrecadar dinheiro para suas obras de caridade, ela muitas vezes dançou em bailes e até chegou a leiloar alguns de seus vestidos mais belos. Sua contribuição para mudar a opinião pública em relação aos portadores da doença foi lembrada em 2001 pelo então presidente americano Bill Clinton
Em 31 de Agosto de 1997, Diana morreu em um acidente automobilístico no túnel da Ponte de l'Alma, em Paris, quando era perseguida por sete paparazzis. Diana estava jantando com Dodi Al-Fayed,herdeiro da cadeia de lojas Harrods e então namorado da princesa. Henri Paul e Dodi Al-Fayed morreram imediatamente, e Diana - sentada ao banco de trás - resvalou-se brutalmente durante o impacto e bateu no banco à sua frente, causando uma hemorragia interna e fracturas. Diana foi transportada para o Hospital Pitié-Salpêtrière, aonde, apesar das inúmeras tentativas de reanimação cardiorrespiratória, ela morreu às 4 da madrugada. O seu funeral realizou-se a 6 de Setembro de 1997, foi assistido por aproximadamente dois biliões de pessoas em todo o mundo. Lembro-me perfeitamente de ouvir a noticia e tive de ouvir várias vezes para acreditar no que se estava a passar. 
No funeral de Diana, seu irmão Conde Spencer disse: "Acima de tudo, nós agradecemos pela vida de uma mulher que tenho muito orgulho em poder chamar de minha irmã - a única, a complexa, a extraordinária a insubstituível Diana, cuja beleza, interna e externa, jamais se extinguirá de nossas mentes".


Muito mais haveria para dizer sobre esta fantástica mulher. O que realmente aconteceu durante o casamento e o o que levou ao acidente ficará provavelmente por se saber ao certo. Fica o seu legado e as suas memórias.




Biografia baseada na wikipédia aqui...

15 comentários:

  1. uma mulher inesquivável, nao sò pelo seu charme e carisma,
    mas também pela sua humanidade,
    palmas para ela.

    baci

    ResponderEliminar
  2. =) boa homenagem, grande mulher mesmo!
    lena tenho desafio no meu blog, se puderes participa! bjosssss

    ResponderEliminar
  3. Linda! uma da mulheres que vai ficar para sempre na história....

    Isa Sá
    www.brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. I loved Diana! She was such an amazing person! It's wonderful you put this together! I really like your blog! I'm glad that I found it! It would be nice if you could stop by my blog sometime too (I'm from England) as I post my outfits, personal style, likes and much more :) :)

    Raindrops of Sapphire

    ResponderEliminar
  5. Olá Lena

    Sempre fui apaixonada por sua história. Em uma de minhas visitas a Paris, fiz o seu roteiro final: do hotel Ritz até o túnel. Acho que sua morte teve um dedo Real.

    AMIGA DA MODA by Kinha

    ResponderEliminar
  6. Her in that black velvet dress, stunning... :)

    Edita
    www.pret-a-reporter.co.uk

    ResponderEliminar
  7. Lena,eu nunca vou esquecer daquela tragedia..admirava muito Diana pelo seu humanismo,beleza,discretismo e simplicidae,com certeza sera para sempre lembrada,
    linda semana querida,beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Linda demais. Pena ter morrido tão cedo! Uma boa e corajosa mulher!
    Beijos
    Adriana

    ResponderEliminar
  9. Que linda que ela era e nessa última foto está deslumbrante, o marido é muito feio rsrs Eu não sabia que ela havia trabalhado como empregada doméstica, era mesmo uma mulher e tanto.
    BjoBjo querida;)
    Celina Alves
    Luxos e Luxos

    ResponderEliminar
  10. Hermosa e interesante mujer!!!
    Buen comienzo de semana, Lena! mi g+ para ti!!!:)))

    Besos, desde España, Marcela♥

    ResponderEliminar
  11. Can't wait to watch the movie about her life!
    Follow me on Cosa Mi Metto???

    ResponderEliminar
  12. oi Lena,

    linda e um exemplo de ser humano...

    beijinhos

    ResponderEliminar

Os comentários tornam o blog mais acolhedor e animado. Por isso obrigado por partilhar a sua opinião. Agradeço a sua visita e sempre que tiver oportunidade volte para ver as novidades......

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivo do blogue

As imagens deste blog são retiradas da internet. Salvo raras excepções de algumas que tenho em arquivo há muito tempo, tem a fonte de onde foram retiradas. Se for o autor de alguma delas e não estiver de acordo com a sua publicação ou quer o devido crédito por favor entre em contacto comigo.

Para quem gosta de ler e não so... Do grupo Porto Editora...